Câmara concede título de cidadão campinense a Temer e a Barbalho pela conclusão da Transposição do São Francisco

Foi aprovado nesta terça-feira (07), durante sessão ordinária, na Câmara Municipal de Campina Grande (CMCG),  a concessão de duas honrarias ao presidente da República, Michel Temer (PMDB), como também ao ministro da Integração Nacional, Hélder Barbalho (PMDB). Temer e Barbalho receberão o título de Cidadania Campinense e a Medalha de Honra ao Mérito Municipal.

A propositura é de autoria do vereador da Márcio Melo Rodrigues (PSDC), como primeiro projeto na Casa de Félix Araújo. Na justificativa, o parlamentar disse que o “título que será entregue a Temer é pelos serviços que o presidente prestou ao Nordeste e particularmente a Paraíba, com os esforços para conclusão da transposição do São Francisco, beneficiando Campina Grande e milhões de pessoas”.

***Conteúdo de responsabilidade da assessoria

Dia Internacional da Mulher é celebrado durante sessão especial na CMCG

Em comemoração ao Dia Internacional da Mulher celebrado nessa quarta-feira, dia 8 de março, a Câmara Municipal de Campina Grande homenageou as mulheres campinenses com uma sessão especial realizada através da propositura da Presidente Ivonete Ludgério e do vereador Lula Cabral.

O evento destacou o papel da mulher na sociedade e a importância da igualdade de gêneros para o desenvolvimento de uma sociedade democrática e igualitária. De acordo com palestrante Cinara de Barros, professora da UEPB, é necessário que as mulheres se unam para buscarem seus direitos. “Somos representadas pela minoria e muitas mulheres precisam lutar pelos direitos básicos sem ser incomodadas. O dia oito de março nos serve para refletir e continuar lutando, somos vítimas do preconceito diariamente e precisamos lutar contra isso”, disse.

A convidada Marli Castelo Branco, coordenadora da Coordenadoria da Mulher de Campina Grande, ressaltou o trabalho feito pelo órgão e as oportunidades oferecidas para melhorar a qualidade de vida das cidadãs. “Nosso trabalho é ajudar e correr atrás dos direitos dessas mulheres, sempre juntos com elas. Queremos respeito, dignidade e igualdade para todas”, salientou.

Finalizando os discursos, a presidente Ivonete Ludgério agradeceu a todos que estavam presentes, especialmente as mulheres, e frisou a necessidade de dar continuidade na busca pelos direitos. “Que essa luta continue todos os dias, para que as nossas filhas e netas não sofram tanto com a violência contra mulher como a nossa geração. Agradeço a todas as mulheres que fazem parte da minha vida”, encerrou.

A solenidade ainda contou com uma homenagem dos vereadores e das esposas dos parlamentares para a presidente Ivonete, que nesse momento representou todas as mulheres do município.

Dirp./CMCG

CMCG homenageia mulheres em Sessão Especial

A Câmara Municipal de Campina Grande realiza, nessa quarta-feira (08), uma Sessão Especial alusiva ao Dia Internacional da Mulher. A sessão é fruto de uma propositura da presidente Ivonete Ludgério (PSD) e do vereador Lula Cabral (PMB). Na ocasião serão homenageadas algumas mulheres de destaque, em diferentes áreas, da cidade de Campina Grande.

A sessão do Dia Internacional da Mulher acontece anualmente e marca a abertura da semana de comemorações e debates promovida pela CMCG. Na sessão ordinária desta terça-feira (07) foi aprovado um Projeto de Lei, de autoria do vereador Pimentel Filho (PSD), que cria o Fundo Municipal de Direito das Mulheres (FMDM). De acordo com o autor da propositura, o Fundo tem o objetivo de gerenciar recursos para a implantação de programas, desenvolvimento e manutenção das atividades relacionadas aos direitos das mulheres.

Na próxima semana, no dia 16 de março, será realizada uma Audiência Pública com o tema “Mulheres: Lutas, Conquistas e Afirmação”. A audiência é uma propositura do vereador Anderson Maia (PSB) e tem, entre os objetivos, a proposta de reunir lideranças de diferentes áreas para debater questões relacionadas ao tema.

“Essa é uma das principais datas comemorativas na Câmara Municipal de Campina Grande”, comentou a presidente Ivonete Ludgério, ao lembrar que essa homenagem à mulher já é uma tradição do Poder Legislativo campinense. “É uma honra para os vereadores fazer essa tradicional homenagem às mulheres. Mas para mim essa sessão tem um valor e uma representatividade muito maior, justamente por eu ser a única mulher na Casa de Félix Araújo e a segunda a assumir o cargo de presidente”, complementou.

Entre as mulheres convidadas para participar da Sessão Especial estão representantes da cultura, do meio ambiente, da saúde, segurança pública, política e diversas outras áreas. Serão feitas homenagens e haverão debates sobre temas de relevância aos diretos das mulheres.

Mulheres na CMCG

Ao longo das legislaturas na Câmara campinense nove mulheres se destacaram ao desempenhar o papel de vereadoras e cumprir com eficiência os seus mandatos. A primeira foi Maria Dulce Barbosa, ela era professora e assumiu o cargo na primeira legislatura da cidade, de 1947 até 1951.

Maria Lopes Barbosa foi a segunda mulher que exerceu o cargo como vereadora em Campina Grande. Ela foi a primeira a presidir a Câmara e a exercer interinamente o cargo de prefeita. Como representante do povo na Casa, ela teve sete mandatos.

Durante a 9ª Legislatura, a advogada e suplente Tereza Braga foi empossada para exercer o cargo de vereadora e lutar pelos direitos sociais. Já em 1997 a Câmara empossou pela primeira vez duas mulheres no parlamento, a sindicalista Cozete Barbosa e a médica Gealanza Guimarães, que seguiram com seus mandatos até o ano 2000.

A atual deputada estadual da Paraíba, Daniela Ribeiro (PP), também deixou sua marca registrada na Câmara de Vereadores. Ela assumiu o cargo de 2009 até 2011. Assumiram como suplentes no final de 2014 Lourdes Costa e Milana Sales (Tia Mila) e, com rendimento consistente, tiveram uma participação exemplar nos meses que exerceram o mandato.

A Câmara Municipal de Campina Grande tem atualmente a vereadora Ivonete Ludgério como presidente. A vereadora do PSD representa e fortalece a liderança das mulheres campinenses no parlamento municipal desde 2005, buscando mais direitos e abrindo oportunidades para igualdade.

***Conteúdo de responsabilidade da assessoria

Galego do Leite vota contra título de Cidadania Campinense para Michel Temer

A Câmara Municipal de Campina Grande aprovou, durante a sessão desta terça-feira, 07, a concessão de duas honrarias ao presidente da República, Michel Temer, assim como ao ministro da Integração Nacional, Hélder Barbalho. Temer e Hélder receberão o título de Cidadania Campinense e a Medalha de Honra ao Mérito Municipal. A propositura foi de um vereador da bancada do governo.

O vereador Galego do Leite (PTN), líder da bancada de oposição, apresentou voto contrário às homenagens. Ele usou a tribuna para justificar seu posicionamento. “Respeito o presidente e o ministro, mas acredito que ambos fizeram apenas a sua obrigação ao dar continuidade a essa obra. Não podemos assumir uma condição de estar prestando homenagem a cada político ou gestor que faz aquilo que tem que fazer, que tão somente cumpre com a obrigação que lhe cabe”, comentou.

Após a sessão, Galego declarou ser completamente descabida a discussão sobre a chamada paternidade das obras da transposição do Rio São Francisco. “Essa grande obra teve várias etapas desde os primeiros projetos até a fase de conclusão que estamos acompanhando, e, sendo assim, passou pelas mãos de vários gestores. Mais importante do que discutir quem tem o mérito por ela, é reconhecer o óbvio, que o ‘pai’ e a ‘mãe’ da transposição é o povo, que foi quem custeou tudo”, disse.

***Conteúdo de responsabilidade da assessoria

João Dantas é convidado para ocupar cadeira do Instituto Histórico de Campina Grande

O produtor cultural, pesquisador, cenógrafo, teatrólogo e vereador João Dantas (PSD), que atualmente lidera a bancada governista na Câmara Municipal, recebeu o convite dos sócios fundadores do Instituto Histórico de Campina Grande, Félix Araújo Filho e Maria Ida Steinmuller, para ocupar uma das cadeiras dos quadros da Instituição.

João Dantas relata que é com imensa alegria que recebe este convite, ao tempo em que agradece a todos os sócios da instituição em nome da Presidente Juciene Ricarte Cardoso.

Além de vereador, João Dantas é um pesquisador da cultura e do homem nordestino. Dantas desenvolveu uma longa pesquisa de campo sobre o Cangaço, visitando e entrevistando parentes de cangaceiros do bando de Lampião. Além disso, João Dantas desenvolve diversas atividades que buscam a valorização da cultura e da história de Campina Grande.

Sítio São João

João Dantas é o idealizador e fundador do Sítio São João, com a proposta de valorizar a cultura popular, o sítio é um espaço cenográfico que remonta a um vilarejo rural da década de 30, com imóveis como a casa de farinha, o engenho de cana, a bodega, uma difusora, entre outros. Em parte do dia acontece apresentações de trios de forró. Hoje o Sítio São João é uma das principais atrações turísticas do Brasil durante o período junino.

Na Câmara Municipal

Na Câmara Municipal de Campina Grande, João Dantas tem um histórico de proposituras que buscam valorizar o patrimônio histórico e cultural de Campina Grande. Dantas é um dos idealizadores e o autor do Projeto de Lei que criou o monumento aos Tropeiros da Borborema, localizado no antigo posto Berro D’água, em homenagem aos 150 anos de Campina Grande.

Outra bandeira encampada por João Dantas visa a criação do Memorial do Maior São João do Mundo, onde seria construída uma estátua de São João Batista com mais de 75 metros de altura, sendo assim, a maior escultura católica do mundo, ultrapassando em altura, o Cristo Redentor no Rio de Janeiro e a estátua de Santa Rita de Cássia no Rio Grande do Norte.

João é o autor do Projeto de Lei que cria o Memorial Urbano de Campina Grande. Este projeto visa identificar todos os monumentos e estátuas de Campina Grande através de placas de metal padronizadas, onde nelas serão contadas as histórias dos personagens retratados nas estátuas ou nos monumentos.

Outro projeto de Dantas visa criar o Memorial Poeta Ronaldo Cunha Lima, em homenagem a um dos homens públicos mais importantes de Campina Grande e da Paraíba. João pretende criar um museu com todas as obras literárias, toda sua atuação parlamentar no Congresso Nacional e ainda como prefeito de Campina Grande e Governador da Paraíba.

***Conteúdo de responsabilidade da assessoria

Comissão de Saúde da CMCG define calendário de visitas a órgãos públicos

A Comissão de Saúde da Câmara Municipal de Campina Grande realizou nesta terça-feira reunião no Salão Azul do Poder Legislativo campinense. Na oportunidade, os vereadores Márcio Melo Rodrigues, presidente; Alexandre do Sindicato, relator; e Rodrigo Ramos, membro; definiram uma série de providências que estarão adotado com relação ao pleno funcionamento da Comissão, no sentido de buscar soluções para os problemas que dizem respeito à saúde no município.

Os vereadores informaram que visitarão dentre outros órgãos, o Hospital da FAP, o Hospital de Traumas, a Secretaria de Saúde do Município, o Hospital Pedro I, o Hospital Universitário, a Gerência da Saúde do Estado, as UPA’s, etc.

Eles desejam levantar os problemas existentes atualmente na rede de assistência à população, visando encontrar soluções para as questões que mais preocupam a sociedade e pleno atendimento à comunidade.

Quinzenalmente serão realizadas reuniões, visitas e encontros para buscar os meios a fim de melhorar a saúde da população no Município. Está sendo elaborado um calendário para as visitas que os seus integrantes farão a órgãos públicos e demais entidades.

***Conteúdo de responsabilidade da assessoria

Lei do vereador Alexandre do Sindicato exige sacolas biodegradáveis em estabelecimentos de Campina

Os supermercados e outros tipos de estabelecimentos comerciais terão o prazo de seis meses para substituírem as sacolas plásticas comuns pelas embalagens biodegradáveis. A medida é com base na lei municipal nº 6.509/2016 de autoria do vereador Alexandre do Sindicato (PHS). O não cumprimento da lei pode acarretar em multas.

Segundo o texto da matéria, as embalagens devem atender alguns requisitos básicos como a degradação por oxidação de fragmentos em período máximo de dezoito meses, o que corresponde a seis meses. Os produtos também não devem apresentar danos ao meio ambiente, por isso, a escolha pelo tipo específico de sacolas.

“Outro detalhe importante é que os estabelecimentos não poderão cobrar pelas embalagens biodegradáveis, o que tem sido uma realidade diferente em alguns supermercados. As empresas fabricantes de sacolas deverão confeccioná-las com informações com logomarca e explicar que se trata de uma embalagem biodegradável”, detalhou o parlamentar.

Como se sabe, as sacolas biodegradáveis são opções para o aproveitamento reciclável e podem ser reutilizadas antes de iniciar a degradação do material. Além disso, também podem ser consideradas vantagens como: a fabricação a partir de plásticos reciclados; ao se decompor, produzem água, gás carbônico e biomassa, o que é considerado excelente adubo para o solo, etc.

Ainda conforme Alexandre, a fiscalização fica sob a responsabilidade do Procon Municipal, na condição das empresas que não se adaptarem a mudança devem pagar uma multa correspondente até 5 mil Unidades Fiscais. Cada Unidade Fiscal corresponde em torno de R$ 37,75 reais.

***Conteúdo de responsabilidade da assessoria

Projeto de Lei assegura vacinação domiciliar a portadores de deficiência

O vereador Rui da CEASA deu entrada no protocolo da Câmara Municipal de Campina Grande aos Projetos de Lei Nº 109/2017, que dispõe sobre a vacinação domiciliar às pessoas com deficiência motora, multideficiência profunda com dificuldade de locomoção, doenças degenerativas e demais enfermidades que ofereçam dificuldades de deslocamento até os locais de vacinação, seja pela condição física ou condição social, no âmbito do município de Campina Grande.

“As limitações desses cidadãos e as suas dificuldades de movimentar-se, de flexibilidade, coordenação motora e percepção, somada a falta de acessibilidade que tem sido uma preocupação constante nas últimas décadas, tem por vezes impedido que as essas pessoas, que necessitam de um apoio para se locomoverem fiquem sem a devida vacinação”, salientou o vereador Rui da CEASA (PSDC).

***Conteúdo de responsabilidade da assessoria

Márcio Melo lamenta a morte de cantor campinense

O vereador Márcio Melo Rodrigues (PSDC), vice-presidente do Poder Legislativo,  lamentou na Câmara Municipal de Campina Grande, o falecimento prematuro do cantor campinense Tom Menezes.

Ele disse que a música ficou mais pobre com a sua partida, mas deixando um legado para a sociedade com o seu jeito amigo e sua competência na arte que abraçou.  Márcio fez questão de salientar as suas origens no Distrito de Galante, onde tem grande parte de seus familiares.

O cantor campinense Tom Menezes morreu nesta quarta-feira (01). Ele estava internado no Hospital Universitário desde a semana passada. Segundo familiares, ele sofria de uma hepatopatia grave.

O corpo está sendo velado na central de Velórios A Viagem, no bairro São José e o sepultamento acontece nesta quinta-feira (02) no Cemitério Campo Santo Parque da Paz.

***Conteúdo de responsabilidade da assessoria

Ivonete Ludgério: a presença de Ivan Batista engrandece a CMCG

A Mesa Diretora da Câmara Municipal de Campina Grande empossou, na manha dessa quinta-feira (02), o suplente de vereador Ivan Batista (PSDB). Segundo a vereadora Ivonete Ludgério (PSD), presidente da CMCG, o retorno do parlamentar engrandece o Poder Legislativo campinense.

Ivan passou a ocupar a vaga aberta pelo vereador do mesmo partido, Joia Germano, que se afastou para assumir a Secretaria de Cultura de Campina Grande. “Ivan Batista é um companheiro muito querido e sua presença engrandece a Câmara Municipal. Não vejo essa Casa sem a presença dele”, declarou Ivonete logo após comandar a posse do suplente.

De acordo com a presidente, a experiência de Ivan Batista, aliada ao seu bom relacionamento com demais companheiros de parlamento, fortalece a bancada governista da Casa. Ela também desejou sucesso ao vereador Joia Germano, que inicia uma importante missão à frente da pasta de Cultura da Prefeitura de Campina Grande.

Em seu sexto mandato de vereador, Ivan Batista chega à CMCG com a missão de dar continuidade aos trabalhos que foram iniciados no ano de 1988. Ele declarou que dará uma atenção maior à área da educação, mas que também vai tentar estreitar o contato com o Poder Executivo para buscar atender as demandas da população campinense como um todo.

***Conteúdo de responsabilidade da assessoria